Nacional

Vídeo: “Ousadia e atrevimento? Sou mal feita?”

Joana Amaral Dias conversou com Rui Unas no programa ‘Maluco Beleza’ e abordou vários temas, entre os quais o assédio às mulheres nos transportes públicos que serviu de mote para uma crítica da ex-deputada “às queques de Lisboa”. A psicóloga, que admitiu gostar de “polémicas”, falou ainda sobre os registos ousados que tem partilhado nas redes sociais e deixou uma ‘alfinetada’ aos críticos: “Sou mal feita?”

“Adoro polémicas”, assumiu Joana Amaral Dias no programa de Rui Unas, quando questionada sobre a ideia, que negou em parte, de, supostamente, ter dito para se criarem nos transportes públicos lugares para mulheres.

“Eu falei de transportes para mulheres num debate”, explicou a escritora e comentadora, enquadrando a sua ideia sobre uma questão que tinha sido feita, nesse debate, sobre uma mulher que era, alegadamente, assediada.

E foi aí que Joana Amaral Dias reconheceu que “há muitas mulheres que não usam os transportes públicos porque são apalpadas ou ouvem bocas”.

Perante isso, a comentadora revela que, na altura, assumiu que podia ser criadas “carruagens para mulheres”, pois “há uma lista imensa de países” que fizeram esse teste, deixou críticas a quem não compreende a situação.

“Adoro que as meninas queques de Lisboa venham dizer ‘ah isto é apartheid e em seguida entrem nos seus BMW’s, no popó e estacionem no menos dois nas Amoreiras. ‘Fu** You’ para isso. Metam-se a andar do Senhor Roubado para não sei onde e experimentem levar com os apalpões no rabo e por aí fora e pensem bem se não gostariam de, de vez em quando, ter o conforto de ter uma zona onde se sentissem seguras”.

Joana Amaral Dias mostra-se indignada com esta situação.

“É muito fácil para os queques de Lisboa que não usam transportes públicos” ou “eventualmente para ir do Saldanha ao Campo Grande” acharem “um disparate” mas pensem nas “gajas que todos os dias levam com esta porcaria”.

A antiga deputada revela que recebe “montes de mensagens” de casos de assédio nos transportes públicos mas, sublinha, e cita uma amiga: “Não são as queques de rabo branco e anorético a estacionar no menos dois das Amoreiras”.

Veja o vídeo:

Na entrevista ao programa ‘Maluco Beleza’ de Rui Unas, Joana Amaral Dias, ainda que entre muitos sorrisos e brincadeira, confessou também que gostaria, um dia, de exercer o cargo de “Presidente da República ou primeira-ministra”.

“Agora que as pessoas estão habituadas a ver um presidente de biquíni…”, disse a ex-deputada enquanto Unas lhe perguntava se “fazia topless”.

“Não”, salientou Joana Amaral Dias, dizendo ter “grande afeto pelo cargo de Presidente da República” e por ser “um cargo político e não executivo”.

Joana Amaral Dias falou ainda sobre as fotos ousadas e atrevidas que vai colocando nas redes sociais.

“Não tenho vergonha do meu corpo. Sou mal feita? Não tenho de o esconder. Não tenho que o estar sempre a mostrar mas também não o vou esconder.”

Enquanto ia mostrando o seu Instagram, Joana Amaral Dias explicou ser “super vaidosa”.

“Gosto de andar bonita e arranjada. Não sou vaidosa ao ponto de gastar mil euros numa carteira. Gosto de estar bem e bonita. Gosto de cuidar de mim e do meu corpo.”

Veja no vídeo alguns dos momentos mais ousados de Joana Amaral Dias nas redes sociais:


Mais partilhadas da semana

Subir