Nas Notícias

Vídeo: “O país não vai parar se estiver em estado de emergência nacional”, explica Guedes de Carvalho

Portugal encontra-se hoje a aguardar uma posição de Marcelo Rebelo de Sousa, que consultou o Conselho de Estado para decidir se é ou não decretado o estado de emergência.

Já esta tarde, a TVI avançou que o Presidente da República tem a decisão tomada, anunciando o estado de emergência na declaração que fará esta noite, às 20h00.

A espera tem causado alguma ansiedade, o que levou o jornalista Rodrigo Guedes de Carvalho a partilhar uma mensagem de serenidade.

“Se, hoje, o Presidente da República de facto decretar a emergência nacional, que são duas palavras pesadas, não há qualquer razão para grandes mudanças, muito menos para pânico. Não muda muita coisa”, começou por salientar.

“O que muda é que as pessoas que neste momento ainda não estão a compreender os alertas e que estão a ter certo tipo de comportamentos vão sentir mais restrições”, complementou.

As pessoas temem que, com a declaração de estado de emergência nacional, haja uma corrida aos supermercados e às farmácias. Porém, essa declaração serve precisamente para evitar que tal aconteça.

“De resto, e isto é o mais importante, o país não vai parar. O estado de emergência nacional é para o Estado garantir que certos setores não vão colapsar, para que os portugueses possam fazer a sua vida dentro da normalidade possível nestas circunstâncias”, explicou.

Rodrigo Guedes de Carvalho finalizou esta mensagem renovando o apelo para que os portugueses se mantenham “cuidadosos e vigilantes”.

“Temos que fazer também a nossa parte”.

Veja o vídeo.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir