Nas Redes

Vídeo: O início de um romance em tempo de isolamento social

O amor não precisa de ficar em quarentena. Numa época de isolamento social, dois jovens de Brooklyn (Nova Iorque, EUA) mostram como ainda é possível iniciar um romance.

Jeremy Cohen estava em casa, em isolamento para ajudar a conter a pandemia, quando viu uma jovem a dançar no terraço de um prédio próximo.

“Ainda não acredito que isto funcionou e sim, é uma história real”, começou o protagonista a contar, através do Twitter.

Ele acenou-lhe, ela respondeu. Jeremy queria pedir o número dela, para poderem falar, tarefa que parecia impossível por estarem ambos em… isolamento social.

O que fazer? Este ‘Romeu’ lembrou-se que tinha um drone, com o qual levou um papel (no qual anotou o número do telemóvel) à sua ‘Julieta’.

“Fico um bocado atrapalhado quando tenho de meter conversa com raparigas, mas como estou em quarentena no meu apartamento há uma semana estava a desesperar por alguma interação social”, explicou Jeremy aos seguidores.

Uma hora depois, ele recebeu uma mensagem. Era dela.

“Olá, sou a rapariga do terraço”, respondeu ela.

“Todas as cartas de amor são / Ridículas”, já escrevia Álvaro de Campos (Fernando Pessoa), num tempo em que as pessoas não praticavam a distância social.

Mandam os cuidados de saúde que se evitem os contactos, pelo que esta história não demorou a viralizar nas redes sociais, como um sinal de que a covid-19 não pode infetar o amor.

Numa das últimas publicações, Jeremy Cohen revelou que o par ia ter “um encontro virtual”. E o mundo, através dos amigos e de desconhecidos que reagiram ao caso, desejou toda a sorte possível ao ‘casalinho’.

Veja o vídeo.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir