Insólito

Vídeo: Morto a respirar no caixão deixa família em choque

Uma família peruana está em choque depois de ver a mesma pessoa morrer duas vezes. Watson Doroteo morreu a 21 de outubro, na sequência de uma operação, mas respirou durante o próprio funeral. Foi levado para o hospital, onde declararam a segunda morte.

Se ao ler já sente um arrepio, o que terá sentido a família de Watson Franklin Mandujano Doroteo, o morto, de 24 anos, que respirou durante o próprio funeral, na cidade de Tingo María?

O jovem morreu a 21 de outubro, depois de ter desenvolvido febre e infeção generalizada, a partir de um problema ‘escondido’ na raiz de um dente. Só que durante o funeral, realizado de caixão aberto, respirou!

“O meu primo chamou-me, dizendo que o pai ainda estava vivo”, contou Eddie Hester, sobrinho do morto (ver vídeo abaixo).

Vários familiares constataram, em estado de choque, que o externo do cadáver subia e descia com regularidade, como se estivesse a… respirar.

E estava mesmo! Um médico, chamado de emergência, confirmou que o suposto morto apresentava sinais de vida. E Watson Doroteo, com respiração fraca, foi retirado do caixão e levado de imediato para um hospital.

A família começou então a refletir e em breve surgiu um culpado: o médico que fez a anestesia que antecedeu a operação ao dente com raiz infetada, por ter “usado um anestésico demasiado forte”.

“Deram-lhe Diazepan”, garantiu uma familiar, em declarações ao El Comercio.

Mas o morto estava mesmo… morto. No hospital, com toda a maquinaria disponível, os médicos confirmaram oficialmente que já não existia qualquer sinal de vida. Watson Doroteo tinha morrido, pela segunda vez.

São poucos os casos médicos de mortos que demonstraram atividade muscular, mas começam a ser relativamente comuns os diagnósticos oficiais de morte que acabam por se revelar errados.

https://playbuffer.com/watch_video.php?v=8K2NHWU135D1

Em destaque

Subir