País

Vídeo: Morta e desmembrada após recusar fazer um aborto

A mulher encontrada desmembrada recusou fazer um aborto e foi por esse motivo que o namorado cometeu o crime. Jordana Dias, de 30 anos, estava grávida de seis meses, segundo revela a CMTV. O homicida, que confessou o homicídio, está em prisão preventiva. Veja a reportagem.

O namorado de Jordana Dias é o principal suspeito da morte da jovem encontrada desmembrada, que estaria grávida de seis meses.

O homem de 28 anos terá exigido o aborto e perante a recusa da mulher, cometeu o crime.

Alguns restos mortais foram encontrados numa zona de pinhal, em Salvaterra de Magos, e outros no rio Tejo.

A vítima estava desaparecida desde janeiro, altura em que o pai de Jordana deu o alerta.

O suspeito está acusado de homicídio, profanação de cadáver e aborto.

Veja a reportagem da CMTV.

Em destaque

Subir