Mundo

Vídeo: “Lamentamos os mortos, mas é o destino de todo o mundo”

Solicitado a dar uma palavra de conforto aos enlutados da covid-19, o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, afirmou que morrer “é o destino de todo o mundo”.

O chefe de Estado lamentou “todos os mortos”, num país onde a pandemia já provocou quase 32 mil óbitos, e salientou que o fim da vida é inevitável.

“A gente lamenta todos os mortos, mas é o destino de todo o mundo”, reagiu Jair Bolsonaro, quando lhe pediram “uma palavra de conforto” para quem perdeu familiares ou amigos para a covid-19.

A declaração de Bolsonaro foi feita no dia em que o Brasil registou  1262 mortes devido à pandemia.

0Shares

Em destaque

Subir