Clipping

Vídeo íntimo publicado leva mãe a filmar surra no filho adolescente

chineladas Ao pensar que o filho, um adolescente de 15 anos, tinha vazado um filme íntimo com a namorada (também adolescente), Carol Latalisa castigou-o com chineladas. Só que filmou a surra e mandou para a ‘nora’, que depois partilhou esse vídeo nas redes sociais.

Quase todo o Brasil conhece a história do filho de Carol Latalisa, depois dum vídeo desta mãe a dar-lhe chineladas se ter tornado viral nas redes sociais.

A história começou com um mal-entendido. A namorada do adolescente (tem 15 anos) ligou para Carol Latalisa a chorar: estava em pânico porque alguém tinha partilhado um vídeo dos jovens amantes a fazerem o amor.

A mãe pensou que tinha sido o filho a divulgar as imagens, para se gabar, e castigou-o à chinelada. Para que a ‘nora’ soubesse desse corretivo, filmou a agressão.

O problema é que esse vídeo também foi parar à net…

“Eu não tenho mais paz”, lamentou-se a mulher: “Sei que errei em filmar as chineladas, mas nunca faria isso se soubesse que essa ex dele era capaz disso. Agora terei que viver sabendo que fiz meu filho virar piada entre as pessoas e que corre perigo”.

Carol Latalisa afirmou que, após o vídeo das chineladas se tornar viral, a família tornou-se alvo de piadas e, pior ainda, de ameaças, responsabilizando a antiga namorada do filho: “Não pedi para ninguém espalhar isso. Bati para ele aprender a lição e a enviei para que ela visse que minha parte eu fiz”.

“Confiei em quem não merecia. Agora meu filho está sendo ameaçado por algo que ele não fez. Ela não tinha esse direito”, desabafou.

Apesar de meio Brasil ter visto os dois vídeos, as autoridades não podem assumir que o conhecem. De acordo com a Polícia Civil, só se houver uma queixa é que pode iniciar-se uma investigação: até ao momento, não existe nenhum boletim de ocorrência.

O vídeo das chineladas pode ferir a susceptibilidade dos leitores.

https://www.youtube.com/watch?v=iCR4ryOYlFg

Mais partilhadas da semana

Subir