TV

Trabalhava no teto de vidro do museu… e caiu de uma altura de 12 metros

O acidente é de 2012, mas as imagens só agora chegaram às redes sociais após uma decisão judicial. O engenheiro que caiu de uma altura de 12 metros, quando o teto de vidro do museu Rodin, em Filadélfia (EUA), cedeu, vai receber 6,3 milhões de euros de indemnização.

A queda, registada pelas câmeras de videovigilância do museu, é impressionante. De tal forma que optámos por não publicá-las.

Phani Guthula estava a inspecionar o sistema de iluminação quando o teto de vidro cedeu, caindo desamparado de uma altura de 12 metros. Partiu o fémur, a anca e várias costelas.

De acordo com a CBS Philadelphia, na sexta-feira foi alcançado um acordo judicial que determinou uma indemnização ao engenheiro de 7,25 milhões de dólares, mais de 6,3 milhões de euros.

Em destaque

Subir