Economia

Vídeo: Uma ilha só para mulheres

Uma ilha na Finlândia está a ser convertida numa estância só para mulheres. Um investimento que está a gerar forte polémica e que tem à frente uma estrangeira que se mudou para o país por amor a… um homem.

Batizada de SuperShe (SuperEla), a ilha, que fica ao largo da costa de Raasepori, terá disponibilidade para acolher dez mulheres, em quatro cabines prestes a serem estreadas.

A estância está a ser anunciada como “um espaço seguro e rejuvenescedor onde as mulheres se podem reinventar e perseguir os seus sonhos”.

Só que a abertura, prevista para 23 de junho, pode estar em risco. As autoridades finlandesas questionam se uma ilha só para mulheres não será discriminatória.

Enquanto o inquérito prossegue, tal como a polémica, a investidora Kristina Roth vai ameaçando deslocalizar o projeto para o Caribe.

“Já gastei muitos euros neste país. Tinha planeado fazer mais investimentos no arquipélago finlandês e na Lapónia, mas a este ritmo isso não vai acontecer”, avisou.

Curiosamente, a empresária, que tem as nacionalidades alemã e norte-americana, mudou-se para a Finlândia por causa de… um homem.

Na ilha, o género masculino não seria uma distração. As mulheres podem gozar as férias sem terem de andar com a maquilhagem atrás, uma vez que não há hipótese de encontrarem um príncipe encantado.

https://playbuffer.com/watch_video.php?v=O5889K169XB4

57Shares

Mais partilhadas da semana

Subir