Desporto

Vídeo: Fernanda Colombo ficou em fora de jogo no Mundial

A notícia que mais entusiasmou os adeptos do futebol antes do Mundial era… falsa. Fernanda Colombo, a árbitra mais sensual do planeta futebolístico, não foi chamada para o Rússia’2018. Mas diz o que pensa da arbitragem na Rússia e do videoárbitro (VAR).

Durante semanas, foi apresentada como a primeira árbitra a apitar um jogo num Campeonato do Mundo de homens. Vários jornais e sites desportivos não tardaram a promover Fernanda Colombo a campeã da sensualidade.

O Mundial da Rússia começou e de Fernanda Colombo… nem sinal!

Afinal, a bela brasileira deixou as quatro linhas e agora é escritora, sendo a autora de uma obra para ensinar as regras do futebol às crianças.

Mas a paixão de soprar no apito manteve-se e Fernanda Colombo não hesitou em comentar, para a imprensa desportiva brasileira, o que pensa da arbitragem no Mundial até ao momento, com ênfase na grande novidade de 2018, o VAR.

“A cabine do VAR está a acusar a pressão de acertar no momento de fazer ou não uma intervenção”, frisou.

“Estão a confundir lances claros com interpretativos. Tudo isso está induzindo as equipas do VAR a apoiarem as decisões dos árbitros e não a sugerirem uma intervenção, fazendo com que seja validado um erro que devia ter sido corrigido”, reforçou Fernanda Colombo.

A especialista indicou ainda que “o VAR tem de melhorar muito mais”, embora já esteja a “melhorar a qualidade do desporto”.


Mais partilhadas da semana

Subir