Nas Notícias

Vídeo da chegada do pai e da madrasta de Valentina ao Tribunal de Leiria

Veja o vídeo com o momento da chegada do pai e da madrasta de Valentina ao Tribunal de Leiria, nesta terça-feira, onde foram ouvidos em interrogatório judicial, para determinar as medidas de coação. Pai e madrasta são os únicos suspeitos da morte da menina de 9 anos, em Peniche.

O pai e a madrasta de Valentina foram ouvidos na manhã desta terça-feira por um juiz, para conhecerem as medidas de coação a que ficam sujeitos, no caso da morte da menina de 9 anos, em Atouguia da Baleia, Peniche.

No momento da chegada ao tribunal, diversos populares manifestaram indignação, com gritos de “assassinos”. Uma pequena multidão aguardava pelos suspeitos da morte de Valentina. Foram imagens de indignação que se repetem, em casos semelhantes.

O pai e a madrasta são os únicos suspeitos da morte da menor. Foram ouvidos nesta terça-feira, no Tribunal de Leiria, depois de emitido um relatório preliminar da autópsia, que dá conta de agressões graves a Valentina, como causa da morte.

Esse relatório desmente, alegadamente, a versão apresentada pelo pai, que terá confessado o crime, justificando-o como um acidente. A ocultação do cadáver terá sido justificada com o pânico, segundo a versão do progenitor.

A Polícia Judiciária tem fortes indícios de que Valentina foi assassinada, por asfixia, numa casa de banho da residência do pai. Só os exames laboratoriais, que completam a autópsia, deverão determinar qual a causa de morte da criança.

Aquela autoridade não confirma se o suspeito indicou o local onde terá ocultado o corpo da menina de 9 anos, versão que foi apresentada por diversos órgãos de comunicação social.

O pai e a madrasta, que foram ouvidos em tribunal, poderão ter de responder pelos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver.

A menor, recorde-se, foi dada como desaparecida na manhã de quinta-feira, depois de uma denúncia do próprio pai, no posto da GNR de Peniche.

As buscas envolveram “mais de 600 elementos ativos, numa área percorrida de sensivelmente quase quatro mil hectares, palmilhada mais do que uma vez em alguns locais”, segundo fonte da GNR, em declarações à agência Lusa.

Veja as imagens da CMTV, vídeo que mostra o momento da chegada ao tribunal.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir