Nas Redes

Vídeo: Carteirista participa n’ O Preço Certo e conquista redes sociais

O programa ‘O Preço Certo’, da RTP, já é uma tradição no final de cada tarde no canal público mas continua a surpreender, tantos anos depois de ter ido para o ar pela primeira vez. Agora, Fernando Mendes teve no concurso um participante curioso e de uma sinceridade gigante. Porquê? Na curta entrevista que habitualmente é feita pelo apresentador, o homem de Castelo de Paiva admitiu que era “carteirista”. O momento já se tornou viral nas redes sociais. Veja o vídeo.

“Então o que é que faz da vida?”, questionou Fernando Mendes.

Na resposta, José de Jesus Silva revelou estar “desempregado”.

No entanto, o apresentador voltou a questionar o homem para saber o que fazia antes de estar na atual situação.

E aí a resposta foi surpreendente e levou a uma gargalhada generalizada no estúdio.

“Carteirista”, disse José de Jesus Silva, enquanto que Fernando Mendes levava a situação para um registo bem humorado.

“Faz ele bem. A gamar é que a gente se entende”, disse o apresentador ao homem de Castelo de Paiva, voltando a questionar: “Era mais moedas ou notas?”

“O juiz é que não me deixa trabalhar”, respondeu o ‘carteirista’ ao que Fernando Mendes salientou: “O juiz ou o juízo?”

Com Paulo Teixeira, antigo presidente da autarquia paivense na plateia, Fernando Mendes prosseguiu com a entrevista.

“O juiz decide. Mas então e gamava muito?”

“Agora não posso gamar, ele não me deixa, agora não posso”, referiu José de Jesus Silva.

No entanto, Fernando Mendes estava curioso em saber o resultado da atividade.

“Mas gamava muito?”, voltou a questionar.

“Um pouco mas não dá para viver”, disse o concorrente de Castelo de Paiva.

Na sequência do programa, Fernando Mendes, como é hábito, perguntou se o concorrente queria mandar beijinhos para algúem… “além do juiz”.

José de Jesus Silva mandou para o filho, os netos, a nora e… “uma menina que veio comigo”.

Fernando Mendes ainda teve tempo para avisar o concorrente para não roubar o microfone.

“Não roubes o microfone que faz falta para amanhã”, avisou o apresentador.

No fim do programa, na altura da ‘montra final’, os concorrentes receberam uma carteira em forma de prémio de consolação.

Miguel Vital – um dos assistentes do programa que também costuma conversar com os concorrentes e com Fernando Mendes – ainda teve tempo para avisar que era a “primeira das primeiras carteiras que concorrente não tinha de roubar”.

Encarando tudo com aparente normalidade, José de Jesus Silva abraçou Fernando Mendes que deixou uma frase a fechar…

“O Silva estava a brincar, o Silva não é de gamar”, disse o apresentador.

Veja o vídeo:

Mais partilhadas da semana

Subir