Mundo

Vídeo: Carrinha de televisão incendiada durante revolta popular na Índia

A localidade de Panchkula, na Índia, está a ferro e fogo, depois de um guru ter sido condenado por violar duas mulheres. Os fiéis vieram para as ruas e têm incendiado carros e motas. Nem a carrinha da NDTV escapou… Os registos oficiais apontam para 12 mortos.

Um técnico da estação televisiva, a maior da Índia, foi retirado à força pelos populares que tentaram virar a carrinha, optando depois por uma solução mais fácil: incendiaram a viatura, que ficou totalmente destruída.

Um camião dos bombeiros também foi incendiado pelos revoltosos, segundo uma notícia da NDTV.

Na origem da revolta popular, que provocou já 12 mortos, está a condenação de um guru, Gurmeet Ram Rahim Singh. A sentença será lida na próxima segunda-feira, mas hoje o guru foi considerado culpado da violação de duas mulheres, em 2002.

Os incidentes começaram com a chegada de Ram Rahim ao tribunal de Panchkula. Os seguidores do guru, que se encontrava em prisão preventiva, tentaram impedir a entrada da carrinha da polícia, mas foram retirados à força pelas autoridades, que chegaram a usar canhões de água para dispersar a multidão.

Enquanto o guru era condenado, os fiéis foram incendiando carros e motas, forçando as autoridades a chamar o exército. Mais de 15 mil polícias e militares estão a ser destacados para Panchkula.

https://playbuffer.com/watch_video.php?v=2HNU9G4KSD69

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir