Desporto

Vídeo: Arrancam empate nos descontos, festejam e… perdem

golo chines O jogo só termina com o apito final do árbitro. Os jogadores do Jiangsu Sainty esqueceram-se dessa regra fundamental e perderam… Depois de arrancarem um empate a dois golos já nos descontos, festejaram e deixaram que o Guangzhou marcasse o terceiro em poucos segundos.

Em 1999, o Manchester United deu a volta na final da Liga dos Campeões, marcando dois golos nos três minutos dos descontos. Com a derrota, o Bayern de Munique deu uma lição preciosa ao mundo: o jogo só termina com o último apito do árbitro.

Passados 15 anos, uma equipa do campeonato chinês conseguiu algo de semelhante. Chegou aos descontos a perder por 2-1, mas conseguiu arrancar o golo do empate. O pior é que os jogadores celebraram e esqueceram-se que ainda havia alguns segundos com a bola a rolar…

A equipa em causa é o Jiangsu Sainty, que marcou o 2-2 quando o relógio somava 94 minutos de jogo. Emocionados com o feito, os jogadores festejaram, abraçaram-se, trocaram cumprimentos.

Só que o árbitro apitou e um jogador do Guangzhou correu, correu, correu e centrou, aparecendo o brasileiro Eleílson a marcar o 3-2. A surpresa foi tanta que o lance nem foi transmitido no direto do jogo: estavam ainda a dar a repetição do 2-2.

O árbitro voltou a apitar para o reatamento, mas já não havia tempo…

O excesso de festejos parece estar a tornar-se moda. Ainda há dias, na Liga da Eslováquia, ocorreu um lance parecido.

O Spartak Myjava marcou e os jogadores festejaram, ignorando a chamada do árbitro e o reatamento da partida. Sem ninguém pela frente, Pablo Joaquin, do Podbrezova, avançou e fez um chapéu ao guarda-redes do Spartak…

Apesar dos protestos, o golo foi válido: os 11 jogadores do Spartak estavam na própria metade do campo e o árbitro apitara para o reatamento.

https://www.youtube.com/watch?v=Mcs14ic4xRc

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir