EUA

Vídeo: “A minha torre volta a ser a mais alta”, disse Trump no 11 de Setembro

Em 2001, um canal ligou ao empresário que tinha o segundo prédio mais alto de Nova Iorque, logo após o atentado de 11 de Setembro. “Voltei a ter a torre mais alta”, comentou Donald Trump, agora o Presidente dos EUA.

O comentário do então empresário regressou hoje à ribalta, passados 17 anos do atentado que mudou o mundo.

Com a eleição para a Casa Branca, Trump tornou-se numa figura ainda mais polémica. E os comentários que então fez para a WWOR causam, agora, nova divisão.

Os críticos apontam a insensibilidade do comentário, os seguidores destacam a clareza e os detalhes da informação que prestou.

“O 40 Wall Street era o segundo edifício mais alto da baixa de Manhattan e antes do World Trade Center era o mais alto. Depois, eles construíram o World Trade Center e passou a ser o segundo mais alto. E agora [o 40 Wall Street] voltou a ser o mais alto”, comentou o empresário.

Para o relançamento da polémica, muito contribuiu o artigo feito sobre o assunto pelo The Washington Post, um dos principais alvos do Presidente quando critica a imprensa.

O jornal foi pedir uma opinião à pivô que, em 2001, falou com Trump, Brenda Blackmon.

“A minha única reação, no meio de tudo o que estava a acontecer, foi de espanto. Que insensível, pensei”, afirmou a jornalista.

Veja o vídeo (em inglês).


Esta memória ganha atualidade no dia em que se assinala o 17.º aniversário do atentado. E tanto tempo depois ainda há registos novos, a surpreender o mundo.

Depois de divulgado um vídeo em alta definição do 11 de Setembro, foram também mostrados ao mundo registos nunca vistos do ataque protagonizado pela al-Qaeda.

Mais partilhadas da semana

Subir