Insólito

Vibrador confundido com bomba instala caos em aeroporto

O aeroporto de Schönefeld, em Berlim, viveu um episódio insólito, quando um brinquedo sexual foi detetado na bagagem de um passageiro e confundido com um explosivo, gerando o caos com a evacuação das pessoas presentes e atrasando vários voos.

Após uma inspeção mais específica, cerca de uma hora depois, já com vários voos atrasados e muitos passageiros à espera, descobriu-se que, afinal, a dita ‘bomba’ era nada mais, nada menos, que um vibrador.

Um dos funcionários que controla o raio x, onde as bagagens passam, detetou o objeto suspeito e deu o alerta, julgando tratar-se de um engenho explosivo.

A zona de embarque foi paralisada num dos seus setores e o proprietário da bagagem foi localizado já na zona de passaportes.

A polícia encaminhou o dono do brinquedo sexual que foi cercado por vários homens armados.

“Quando cheguei, o terminal estava a ser evacuado”, começou por contar o dono da bagagem ‘suspeita’.

“Aproximei-me de um agente da polícia que me disse para verificar a minha bagagem com o funcionário do aeroporto”, explicou, em declarações à RT.

“A granada de mão era na verdade um vibrador que eu e a minha namorada tínhamos comprado”

O dono da bagagem sintetizou ainda o episódio.

“Perguntou-me o meu nome e pediu-me o meu passaporte. Depois falou para o rádio e eu fui cercado por vários polícias com armas automáticas.”

Durante cerca de 60 minutos, o dono da bagagem – que pediu anonimato por questões profissionais – viu um dos polícias da brigada de explosivos chegar com a dita ‘bomba’ na mão enquanto se ria.

“A granada de mão era na verdade um vibrador que eu e a minha namorada tínhamos comprado duas semanas antes.”

Mais partilhadas da semana

Subir