Apresentações/Novidades

Vendas de automóveis na UE caem 7,8 por cento em junho

As vendas de automóveis de passageiros na União Europeia (UE) caíram para 1.446.183 unidades em junho, menos 7,8 por cento do que em maio, em grande parte devido aos efeitos negativos do calendário, informou hoje uma associação europeia dos fabricantes.

Num comunicado, a Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis (ACEA) explica que o mês de junho teve em média 19 dias laborais na UE, contra 21 no mesmo mês de 2018, e isto explica a queda das vendas nos principais mercados europeus, especialmente em França (-8,4 por cento) e Espanha (-8,3 por cento).

Os países da UE onde as vendas de automóveis mais caíram foram na Suécia (52 por cento), República Checa (14,4 por cento), Bélgica (11 por cento) e Holanda (10,9 por cento) e onde mais aumentaram foram na Lituânia (41 por cento), Roménia (15 por cento) e Grécia (4,5 por cento).

Por fabricantes, as vendas caíram para a Volkswagen (9,5 por cento), PSA (8 por cento), Renault (3,6 por cento), BMW (9,6 por cento), Ford (4,8 por cento) ou Nissan (25,6 por cento), e melhoraram para o Grupo Toyota (1,9 por cento) e Mazda (1,7 por cento).

Na primeira metade do ano, as vendas diminuíram para 8,2 milhões, menos 3,1 por cento do que no período homólogo de 2018, adiantou a ACEA no comunicado.

Entre janeiro e junho, todos os grandes mercados europeus diminuíram as vendas, com exceção para a Alemanha, onde aumentaram 0,5 por cento.

No mesmo período, em mercados significativamente mais pequenos as vendas aumentaram na Lituânia (47,1 por cento), Roménia (19,2 por cento) e Grécia (5,2 por cento) e retrocederam na Suécia (25,6 por cento), Chipre (14 por cento) e República Checa (10,6 por cento).

Por marcas, as vendas no primeiro semestre caíram para a Nissan (24 por cento), Ford (7,6 por cento), Volkswagen (4,3 por cento), PSA (1 por cento) e Renault (0,9 por cento).

7Shares

Mais partilhadas da semana

Subir