Insólito

Vampira e canibal que comeu ex-namorada querem casar

isakin_jonsson_michelle_gustafssonO canibal Isakin Jonsson e a vampira Michelle Gustafsson querem casar, na Suécia, e aguardam permissão das autoridades. Conheceram-se num hospital psiquiátrico e apaixonaram-se. O canibal que comeu a ex-namorada pretende unir-se para sempre com a vampira que sugou o ex-namorado até à última gota de sangue…

Parece um conto de terror, mas é uma história real, que ocorre na Suécia: o canibal Isakin Jonsson e a vampira Michelle Gustafsson pretendem ficar juntos para sempre, até que a morte os separe, num casamento que está pendente de autorização das autoridades suecas.

Isakin e Michelle foram condenados por dois crimes: Isakin matou e esquartejou a antiga namorada, antes de a comer; ela sugou o sangue do antigo apaixonado, retirando-lhe a vida. Ambos receberam a mesma sentença de prisão perpétua, mas a lei Sueca permite que essa pena possa ser trocada por internamento eterno na ala psiquiátrica (de alta segurança) do hospital de Karsuddens, localizado na cidade de Katrineholm.

E foi precisamente nessa unidade de saúde que o canibal, de 33 anos, e a vampira, 10 anos mais nova, se conheceram. Dizem-se apaixonados e querem viver juntos para sempre. Isakin Jonsson pediu Michelle Gustafsson em casamento no passado mês de fevereiro, mas a condição de ambos obriga a que a união passe por um processo de autorização, que cabe às autoridades suecas, que ainda não se pronunciaram.

A violência dos dois crimes que a vampira e o canibal praticaram pode determinar a decisão. Isakin Jonsson matou Helle Christensen, então sua namorada, em novembro de 2010. Degolou-a, decapitou-a esquartejou-a, comendo todas as partes do corpo de Helle. Um crime horrendo, de um verdadeiro canibal, que provoca mais vítimas: os cinco filhos que esta sueca deixou.

Já a vampira Michelle Gustafsson matou o namorado, Daniel Stenman, esfaqueando-o, antes de beber todo o sangue do corpo da vítima, com quem mantinha uma relação.

Isakin Jonsson e Michelle Gustafsson estão internados numa prisão de alta segurança, numa ala com essas restrições, mas têm alguns privilégios: ligação à Internet, através da qual comunicam, bem como um telefone à disposição. Através destes meios mantêm-se em contacto constante. Dizem-se apaixonados e trocam palavras de amor, em segurança.

Segundo o tabloide inglês ‘The Sun’, usando esse telefone, Isakin Jonsson terá tentado vender a sua história, a troco de um pagamento. O jornal terá recusado a oferta, por se recusar a pagar a alguém que tenha cometido crimes tão hediondos. No entanto, divulgou uma parte do diálogo com o canibal, que se disse “apaixonado” pela vampira, manifestando o desejo de “viver eternamente” com Michelle, “afastado do mundo do crime”.

Resta saber qual a decisão das autoridades suecas. Será o primeiro casamento entre um vampiro e uma canibal, sendo certo que nem Isakin nem Michelle terão uma união tranquila…

Em destaque

Subir