Motociclismo

Valentino Rossi pessimista para o fim de semana

Valentino Rossi está pessimista para o Grande Prémio da Áustria de MotoGP, devido à configuração do Circuito de Red Bull Ring.

O italiano da Yamaha começou o fim de semana fora do top dez dos primeiros treinos, na segunda a chuva não alterou essa situação. Algo que explica pelo perfil do traçado de Spielberg, com curvas lentas a intercalarem com retas longas.

“Para mim é a pior configuração, quando se tem de começar uma volta com ganchos lentos, em primeira ou segunda velocidades, e depois se tem uma longa reta. Aqui é onde sofremos mais. Para mim o ‘layout’ desta pista é o pior de todo o calendário”, confessou Rossi.

O ‘Doutor’ explica também que o traçado austríaco não ‘encaixa’ bem nas características da sua Yamaha: “A nossa moto tem uma melhor velocidade em curva, por isso numa pista como Brno (República Checa) ou Mugello (Itália), podemos acelerar. Mas na Áustria isso é mais difícil, porque não temos esse tipo de curvas. Temos de trabalhar em todas as áreas, nomeadamente na travagem. Aqui parece que a diferença para os primeiros é maior e temos dificuldades”.

Relativamente à sua moto, Valentino Rossi refere também que com a pista molhada as dificuldades vêm ainda mais ao de cima: “O nosso problema com o sistema eletrónico em molhado é maior, porque a aderência é muito menor. A diferença entre nós e os principais pilotos se torna muito grande”.

Mais partilhadas da semana

Subir