Ciência

Vai uma pratada de carne artificial?

carne_artificial_investigaçao

Parece um insólito mas é algo que pode vir a tornar-se real. Carne artificial poderá chegar às prateleiras dos supermercados em cinco anos.

O conceito foi desenvolvido por um grupo de investigadores holandeses, em que eles conseguiram sintetizar o primeiro hambúrguer de laboratório. Os mesmos esperam que o mesmo possa vir a ser comercializado dentro de cinco anos.

Peter Verstrate – diretor da empresa que foi criada para o efeito, e Mark Post – professor que desenvolveu a carne artificial, esperam baixar os custos de produção com o desenvolvimento da carne artificial para que a mesma seja uma solução real no consumo de carne e que possa fazer parte da nossa ementa.

“Estou confiante que, quando for oferecido como alternativa à carne, um número cada vez maior de pessoas vai achar difícil não comprar o nosso produto por razões éticas”, disse à BBC o diretor da nova empresa, Peter Verstrate.

“Acredito que vamos colocar (o produto) no mercado em cinco anos”, disse o professor Mark Post, que desenvolveu a carne artificial nos laboratórios da Universidade de Maastricht.

Esta carne artificial é produzida a partir de células da vaca. O processo consiste – através de processos químicos – multiplicar essas células extraídas do animal e produzir carne artificial em grandes quantidades.

Há cerca de dois anos, este grupo de investigadores já tinha desenvolvido um protótipo de carne artificial, no entanto, o seu custo era demasiado alto o que tornava o processo inviável. Com os avanços da investigação, Peter Verstrate acredita que dentro de cinco ano será possível ver carne artificial nas prateleiras dos supermercados

 

Em destaque

Subir