Ásia

Universidade de Macau vai ajudar na manutenção da mega ponte que liga a Hong Kong

A Universidade de Macau (UM) vai apostar em projetos de inovação tecnológica e ajudar na manutenção da nova ponte que liga ao território a Hong Kong e à cidade chinesa de Zhuhai, foi hoje anunciado.

A instituição e a autoridade que gere a ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau assinaram um acordo de “colaboração estratégica” que prevê a realização, em conjunto, de projetos de pesquisa dedicados ao avanço da tecnologia de transporte, segundo um comunicado divulgado pela UM.

“A colaboração vai permitir que ambas as partes combinem os pontos fortes (…) para promover a manutenção da ponte e o avanço da tecnologia de transportes”, lê-se na mesma nota.

De acordo com a UM, as duas partes planeiam criar, em conjunto, um centro de pesquisa de engenharia.

“Ambas as partes vão aprofundar a colaboração na operação e manutenção de infraestruturas de transporte de larga escala e vão aumentar o intercâmbio de dados e pesquisas (…) a fim de promover avanços tecnológicos nas infraestruturas de transporte”, refere o comunicado.

A nova ponte, considerada a maior travessia do mundo, foi inaugurada na terça-feira pelo Presidente da China, Xi Jinping, após nove anos de construção.

A ponte é um marco do projeto de integração regional da Grande Baía, que visa criar uma metrópole mundial a partir dos territórios de Hong Kong, Macau e nove localidades da província chinesa de Guangdong (Cantão, Shenzhen, Zhuhai, Foshan, Huizhou, Dongguan, Zhongshan, Jiangmen e Zhaoqing).

A estrutura principal mede 29,6 quilómetros, com uma secção em ponte de 22,9 quilómetros e um túnel subaquático de 6,7 quilómetros, numa extensão total de 55 quilómetros.

Mais partilhadas da semana

Subir