África

UNITA exige “um verdadeiro” combate à corrupção em Angola

A UNITA exigiu hoje “um verdadeiro” combate à corrupção em Angola e uma efetiva descentralização administrativa, bem como a realização de autárquicas em 2020 em “todos os municípios do país”.

As exigências foram apresentadas pelo líder da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), Isaías Samakuva, na abertura dos trabalhos da quarta reunião ordinária da comissão política do maior partido da oposição angolana, que decorre hoje e domingo em Viana, a 20 quilómetros de Luanda.

Samakuva adiantou, por outro lado, que a comissão política do partido do “galo negro” terá também de marcar a data do congresso, provavelmente para 2019, e instou os 251 membros das 18 províncias do órgão máximo entre congressos a lutarem pela definição das autarquias nos 164 municípios em que se divide administrativamente o país.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir