África

União Africana vai enviar 50 observadores eleitorais para legislativas na Guiné-Bissau

A União Africana vai enviar para a Guiné-Bissau para acompanhar as eleições legislativas de 10 de março uma missão com 50 observadores eleitorais, disse hoje o representante da organização em Bissau, o embaixador Ovídeo Pequeno.

“Já temos instruções e vamos começar a trabalhar a partir de segunda-feira para a vinda da missão. São cerca de 50 observadores e estamos apenas a finalizar questões administrativas”, afirmou o embaixador aos jornalistas no aeroporto internacional Osvaldo Vieira, onde se deslocou para assistir à entrega de material eleitoral às autoridades guineenses.

Segundo Ovídeo Pequeno, a missão de observação eleitoral da União Africana é “muito alargada” e inclui observadores provenientes de países africanos de língua portuguesa.

A missão vai estar na Guiné-Bissau entre 01 e 15 de março, acrescentou.

A Guiné-Bissau realiza eleições legislativas a 10 de março, depois de uma crise política iniciada em 2015 com a demissão do primeiro-ministro Domingos Simões Pereira, líder do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde, que venceu as legislativas de 2014.

Concorrem ao escrutínio de 10 de março, 21 partidos políticos, que vão estar em campanha eleitoral até 08 de março.

Mais partilhadas da semana

Subir