Motores

Um último olhar às 6 Horas de Fuji

O Campeonato do Mundo de Resistência (WEC), prosseguiu no Japão com a disputa das 6 Horas de Fuji, onde a Toyota, a ‘jogar em casa’, somou mais uma ‘dobradinha’.

Apesar do domínio dos TS050 Hybrid e de mais um triunfo para Kazuki Nakajima e Sebastien Buemi – desta feita acompanhados por Brandon Hartley – a oposição ‘mexeu-se’.

É certo que na corrida Kamui Kobayashi, Mike Conway e José Maria Lopez levaram o Toyota # 7 à segunda posição, mas na qualificação e no começo da prova a Rebellion deu alguma luta à marca japonesa, sobretudo por parte de Bruno Senna.

A verdadeira ‘luta’ esteve no entanto nas classes inferiores, com destaque para LMP2, onde parecia que António Félix da Costa poderia vencer, mas depois Anthony Davidson não conseguiu argumentos para bater Nick de Vries e o Oreca da Racing Team Netherlands. E, para piorar as coisas, o Oreca da JOTA Sport foi ainda desclassificado por infração técnica, fazendo com que Filipe Albuquerque fosse promovido a terceiro depois de ter cortado a meta no quarto posto com o Oreca da United Autosports que dividiu com Phil Hanson e Oliver Jarvis.

As imagens contam melhor a história da corrida.

0Shares

Em destaque

Subir