Fórmula 1

Um segundo lugar inesperado para Sebastian Vettel no Mónaco

Depois de uma qualificação complicada, em que não foi além do quarto tempo, rodando toda a corrida atrás de Lewis Hamilton e Max Verstappen, Sebastian Vettel admitiu que não esperava ser segundo no Grande Prémio do Mónaco de Fórmula 1.

O alemão da Ferrari – que no Principado envergou um capacete com as cores de Niki Lauda na ‘era’ em que corria pela ‘Scuderia’ em homenagem à ‘lenda’ – acolheu com agrado os pontos da segunda posição.

“Não esperávamos este resultado. Pudemos aproveitar de problemas de outros pilotos. Valtteri (Bottas) teve de ir às boxes numa altura diferente e teve um furo e nós beneficiamos disso. Tentei colocar pressão mas dei-me mal com os pneus”, referiu Vettel no final da prova.

O germânico adiantou também: “Vi que Valtteri era mais rápido do que eu, mas não tinha a possibilidade de me passar. Acho que o nosso carro não era tão mau como parecia. Faltava-nos apenas apoio aerodinâmico. Os resultados poderiam ter sido melhores, mas o carro era difícil de gerir na boa ‘janela’ de funcionamento”.

O germânico bem pode estar radiante, pois o seu fim de semana começou mal com vários toques nos rails durante os treinos, mas na corrida acabaria por ser o grande beneficiado pelos problemas de Bottas, que lhe permitiram passar para terceiro na fase do ‘safety car’, para mais tarde tirar partido da penalização de cinco segundos atribuída a Verstappen e ser promovido à segunda posição. O seu melhor resultado nas seis primeiras provas da temporada.

8Shares

Mais partilhadas da semana

Subir