Fórmula 1

Um pequeno erro de Nico Hulkenberg que custou caro

A passagem por um corretor no segundo treino livre do Grande Prémio do Brasil fez Nico Hulkenberg colidir com os rails e danificar bastante o seu Renault RS18.

Felizmente que o piloto alemão nada sofreu, mas a sessão foi interrompida e para Hulkenberg a presença em pista ficou por ali. Tinha feito apenas seis voltas.

Nico Hulkenberg (D), Renault F1 Team. Accident. Autodromo Jose Carlos Pace.

Nico explicou depois como tudo aconteceu: “Abordei uma curva alargando demasiado a trajetória, passei com demasiada força num corretor o carro saltou e a partir tornei-me apenas num passageiro. Depois do carro ter saltado fui propulsionado pela erva, onde o carro não tinha qualquer aderência”.

“O acidente era inevitável e eu sabia que ira bater no muro. Tudo se passou muito depressa. Foi um pequeno erro mas com muitos danos. Não foi a forma ideal de terminar o dia de trabalho”, afirmou ainda Hukenberg.

Apesar do tempo de rodagem perdido, o antigo vencedor das 24 Horas de Le Mans recusou a ideia que o acidente tenha um impacto negativo sobre todo seu fim de semana em Interlagos, onde conseguiu a única ‘pole position’ da carreira, há oito anos, então ao serviço da Williams.

“Não é bom falhar o programa de longos turbos e a preparação das qualificações, mas tenho a certeza que isso não me vai penalizar para o resto do fim de semana. Estamos perto do final da época, pelo que conheço o carro como a palma da minha mão”, acrescentou o piloto alemão.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir