Motores

“Um passo importante” para João Correia apesar do abandono em Fafe

João Correia e Ricardo Barreto não tiveram sorte na primeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis.

No Rali Serras de Fafe e Felgueiras o piloto algarvio sentiu vários problemas que culminaram com o abandono. Um reflexo do período de aprendizagem aos comandos do Hyundai i20 R5.

Apesar dos testes realizados antes da prova da Demoporto, que lhe permitiram habituar-se um pouco mais ao carro coreano, João Correia esperava pelo primeiro dia do rali para adquirir ritmo, mas logo na primeira especial teve uma saída de estrada que lhe fez perder bastante tempo.

Depois na segunda passagem começou a sentir problemas de alternador e com a válvula ‘pop-off’ do Hyundai i20 R5, com os problemas a agravarem-se já no regresso a Fafe, onde a equipa foi obrigada a renunciar prematuramente.

“Os testes realizados na véspera da prova foram animadores e comecei a sentir-me mais à vontade com o carro, pelo que esperávamos divertimo-nos no rali. No primeiro troço tivemos uma saída que nos fez perder muito tempo e na segunda passagem comecei a perceber que algo não estava bem com o Hyundai, pois o carro parecia perder potência. Chegados a Fafe percebemos do que se tratava e acabámos por abandonar”, referiu mais tarde João Correia.

Apesar de tudo o piloto algarvio mostrou-se “agradado com o Hyundai i20 R5 e com a evolução” que sentiu nos testes. “Foram um passo importante antes da prova, mas a minha longa paragem e o readquiri de ritmo demora o seu tempo. Esperamos que na próxima prova possamos regressar melhor”, acrescentou.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir