Motociclismo

Um final quase perfeito para os portugueses no Merzouga Rally

O Merzouga Rally terminou com Joaquim Rodrigues Jr a ser terceiro na derradeira etapa e assegurar a quarta posição final na classificação das motos.

António Maio também teve uma boa prestação e garantiu o sétimo posto, depois de conseguir o 11º tempo na tirada final, onde o ‘azar bateu à porta’ de Sebastian Buhler, que não evitou uma queda e a visita ao hospital, ainda que não tenha sofrido lesões graves.

Rodrigues Jr provou mais uma vez que tem valor para integrar a equipa oficial da Hero, pois sem os problemas de GPS no penúltimo dia de prova teria conseguido certamente terminar no pódio.

Ainda assim no final o piloto de Barcelos estava contente com a sua prestação: “Foi uma semana muito dura, num rali que terminou com uma partida ao estilo motocross. Comecei no final do pelotão mas rapidamente subi para o top três e adorei andar com os tipos da frente. Terminei em terceiro, por isso no geral foi um bom final de rali para mim”.

“Também estou contente com a minha performance nesta prova, e penso que estou a regressar ao bom ritmo. É uma boa sensação saber que ainda o consigo. Os meus agradecimentos a toda a equipa pelo seu apoio e obrigado a todos os meus amigos na Hero e fãs na Índia”, acrescentou Joaquim Rodrigues Jr.

Quanto aos restantes portugueses, e para além da prestação de António Maio, há que destacar o desempenho do Campeão Nacional de Rally Raids, Bruno Santos, que concluiu o rali na 14ª posição, enquanto Bruno Martins se estreou com o 19º lugar.

Mais partilhadas da semana

Subir