Europa

Um em cada seis jovens da UE não estuda nem trabalha

Um em cada seis jovens da União Europeia (UE) não estudava nem trabalhava no ano passado, o correspondente a cerca de 15 milhões de pessoas, mas Portugal ficou abaixo desta média, sendo o nono país com menos “nem nem”.

Segundo dados hoje divulgados pelo gabinete de estatísticas da UE, o Eurostat, cerca de 16,5 por cento dos jovens europeus entre os 20 e os 34 anos não estudava, trabalhava ou estava em estágio no ano passado.

Em Portugal, esta percentagem foi mais baixa, com os “nem nem” a representarem 11,9 por cento dos jovens portugueses em 2018.

Portugal ocupou, por isso, o nono lugar dos países com menos jovens nessa situação.

Havia, ainda assim, mais mulheres portuguesas (12,8 por cento) do que homens (10,9 por cento) nessa condição.

Ao nível da UE, as percentagens mais baixas foram registadas na Suécia (8 por cento), Holanda (8,4 por cento), Luxemburgo (9,9 por cento) e Malta (10,1 por cento).

Em sentido inverso, no ano passado, havia mais jovens “nem nem” em Itália (28,9 por cento), Grécia (26,8 por cento), Bulgária (20,9 por cento) e na Roménia (20,6 por cento).

Mais partilhadas da semana

Subir