Crónicas

Um anjo divino desceu sobre mim

Naquele dia, lá em terras orientais, sem nada prever, um anjo divino desceu sobre mim, ali ficou, ali reinou. Mentalmente não tenho força, a personalidade esvai-se, nada mais está no meu controle. Estou embriagada pelo mais puro Amor, pela mais leve energia que alguma vez senti. Palavras são curtas para ilustrar tal experiência. A luz dourada invade as minhas entranhas, não tenho raciocínio, não seguro mais os meus pensamentos, fico no vazio humano, não mais existo naquilo que Sou. Ele tomou conta de mim, protegeu-me na mais bela missão ao serviço do bem. A ele me entreguei sem espaço para fuga pois nada mais podia controlar. Horas se passaram na fusão divina, a alegria, o amor, a serenidade, atingiram o mais elevado patamar que alguma vez senti.

Hoje ainda cerro os olhos e passo pela experiência de coração aberto por tal dádiva a que me foi destinada.

A Ti minha amada Alma Superior te agradeço por esta “alucinação”, pela oportunidade de ser tocada pela divindade, estando “presa” a este corpo agregado a esta personalidade que por momentos deixei de sentir, deixei de ser eu e passei a ser nós, na união perfeita do bailado cósmico do Amor na missão da propagação da energia do bem.

Abençoados foram aqueles que a ti se uniram nesta caravana de força para penetrar na barreira da escuridão com a luz de cada anjo que em nós fizeste descer.

Um bem-haja pela bela vida que percorro podendo penetrar em tais elevadas experiências, estranhas para o Homem Comum absorver.

Mais partilhadas da semana

Subir