Desporto

UEFA abre inquérito disciplinar ao Atlético por quebra de segurança

A UEFA abriu hoje novo inquérito disciplinar ao Atlético de Madrid, pela quebra de segurança no jogo com o Arsenal (1-0), para a Liga Europa de futebol, que ditou o apuramento dos espanhóis para a final.

De acordo com a UEFA, na quinta-feira, o Atlético de Madrid violou os regulamentos de segurança, bloqueando as escadas do seu estádio, e a possível sanção para o clube será determinada pela Comissão de Controlo, Ética e Disciplina em 31 de maio.

Ainda hoje, este órgão prevê analisar o inquérito disciplinar que também abriu ao Atlético de Madrid, após a primeira mão das meias-finais, em 26 de abril, em Londres (1-1), durante a qual o seu treinador, o argentino Diego Pablo Simeone, foi expulso.

Simeone, que por essa razão não se sentou no banco no jogo em Madrid, foi expulso pelo árbitro francês Clement Turpin, aos 58 minutos, por protestar uma falta sobre Lucas Hernandez, após a expulsão do croata Sime Vrsaljko.

O gesto do treinador foi considerado como “conduta imprópria” pela UEFA, que também acusou o Atlético de Madrid pelo arremesso e objetos para o relvado e o Arsenal por utilização de artefactos pirotécnicos.

0Shares

Em destaque

Subir