Nas Notícias

UE aloca 67 milhões de euros para estender missão de segurança no Mali até 2021

O Conselho da União Europeia (UE), onde estão representados os Estados-membros, decidiu hoje prorrogar a missão de segurança em Sahel, no Mali, até 14 de janeiro de 2021, alocando uma verba de cerca de 67 milhões de euros.

Em comunicado, este organismo informa que “prorrogou hoje o mandato da missão da UE EUCAP Sahel Mali até 14 de janeiro de 2021 e dotou-a de um orçamento de cerca de 67 milhões de euros para esse período”.

Portugal integra esta missão, atualmente, com um total de 12 militares (oito no quartel-general, em Bamaco, e quatro na equipa de formação), de acordo com informação na página oficial do Estado Maior General das Forças Armadas.

“A missão civil EUCAP Sahel Mali presta apoio e aconselhamento às forças de segurança interna do Mali na implementação da reforma do setor da segurança definida pelo governo”, recorda o Conselho da UE, falando ainda na “formação e aconselhamento estratégico à polícia” nacional e aos “ministérios competentes deste país”.

Esta missão foi lançada a 15 de abril de 2004, tendo quartel-general em Bamaco, no Mali.

O Conselho da UE adianta que, no âmbito desta missão, estarão na região 144 agentes internacionais e 65 agentes locais a partir de 01 de março deste ano.

Naquela região estão ainda em curso duas missões da UE para a restruturação e a reorganização das forças armadas do Mali através de ações de formação e de aconselhamento e para a luta contra a criminalidade organizada e o terrorismo no Níger.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir