Apresentações/Novidades

Uber vai tornar-se numa plataforma de mobilidade com zero emissões

A Uber planeia tornar-se numa plataforma de mobilidade com zero emissões até 2040 sendo 100 por cento das viagens a serem realizadas através de Veículos Zero Emissões (VZE), transportes públicos e da micromobilidade.

Até 2025, 50 por cento do total de quilómetros percorridos em sete capitais europeias (Lisboa, Amesterdão, Berlim, Bruxelas, Londres, Madrid e Paris) serão em VZE.

Portugal foi o país pioneiro onde a Uber lançou o primeiro produto totalmente elétrico.

 Já foram realizadas mais de sete milhões de viagens em veículos 100 por cento elétricos nas cidades portuguesas.

A Uber anuncia hoje o compromisso global em tornar-se numa plataforma de mobilidade de zero emissões até 2040 em 10 mil cidades e seis continentes com todas as viagens a serem realizadas através de VZE, transportes públicos e micromobilidade.

Os mercados europeus estão a liderar este caminho da eletrificação da indústria de ride-sharing. Até 2025, metade do total dos quilómetros percorridos na plataforma da Uber em sete capitais europeias (Lisboa, Amsterdão, Berlim, Bruxelas, Londres, Madrid e Paris) serão realizadas em VZE.

Desde julho que em Portugal a Uber apenas aceitá veículos adicionais elétricos na plataforma nas maiores cidades do país e nos seus principais produtos.

Em 2016 a Uber lançou pela primeira vez o produto Uber Green, com veículos 100 por cento elétricos, e escolheu Portugal para a sua estreia.

A empresa irá continuar a expansão do Uber Green em toda a Europa – ao crescer das atuais 37 cidades para 60 cidades até ao final de 2021.

Isto significa que os utilizadores vão poder selecionar um veículo de zero emissões em cidades que representam 80 por cento do negócio europeu da Uber até ao final de 2021.

Em destaque

Subir