Nas Notícias

TST abre inquérito interno a autocarro “avariado” que se despistou em Setúbal

A empresa Transportes Sul do Tejo (TST) disse hoje que o autocarro que embateu num edifício em Setúbal estava imobilizado e identificado como “avariado”, adiantando que foi instaurado um inquérito interno para apurar a causa do acidente.

Em resposta à agência Lusa, a TST informou que a empresa “abriu um inquérito interno e está, simultaneamente, a colaborar com as autoridades competentes na realização das investigações, para apurar as causas deste acidente”, referindo que estão a ser reunidas todas as informações sobre o caso.

De acordo com a empresa de transportes públicos coletivos, que opera na Península de Setúbal, o acidente com o autocarro ocorreu hoje, às 09:21, na Avenida São Francisco Xavier, em Setúbal, e “não resultaram quaisquer feridos”.

“O autocarro, que ao início da manhã realizava a carreira 608, no percurso Viso – CheSetúbal, teve uma avaria às 07:42. O veículo ficou imobilizado, vazio, desligado e com as portas fechadas na paragem localizada junto à farmácia do Viso, estando identificado no exterior como avariado”, avançou a TST, acrescentando que, cerca de um hora e 40 minutos depois, às 09:21, o autocarro desceu a referida avenida, “causando danos a oito veículos e embatendo num edifício”.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) indicou que o alerta para o acidente com o autocarro da TST, em Setúbal, que não causou vítimas, foi dado às 09:24.

Às 10:00 estavam no local 18 operacionais de socorro, com o apoio de oito viaturas.

Um das testemunhas do acidente, Nuno Rodrigues, relatou à Lusa que “o autocarro estava parado desde as 07:30 da manhã, presumivelmente, devido a uma avaria, porque tinha o triângulo de sinalização atrás”, e, “por razões desconhecidas”, começou a deslizar pela Avenida São Francisco Xavier.

Nuno Rodrigues referiu ainda que o autocarro “embateu inicialmente num separador da avenida e, depois, foi embatendo, sucessivamente, em diversas viaturas e num muro, acabando por se imobilizar ao embater na entrada de um prédio de nove pisos”.

A Avenida São Francisco Xavier é bastante íngreme mas, apesar de o autocarro ter percorrido centenas de metros desgovernado, sem condutor e sem passageiros, provocou apenas danos materiais, sem registar vítimas.

Como constatou a Lusa no local do acidente, pelas 12:40, os funcionários da empresa TST, apoiados por elementos da Câmara Municipal de Setúbal, estavam a trabalhar na remoção do autocarro e na limpeza da via, assim como na recolha de elementos sobre as razões do acidente.

Apesar de se registarem constrangimentos, o trânsito na Avenida São Francisco Xavier circula nos dois sentidos.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir