EUA

Trump pondera ordem executiva para garantir questão da cidadania no censo de 2020

O Presidente norte-americano, Donald Trump, disse estar a considerar “muito seriamente” uma ordem executiva para forçar a inclusão de uma pergunta sobre a cidadania no censo de 2020.

Em declarações aos jornalistas na sexta-feira, Trump indicou que esta é uma das “quatro ou cinco” opções legais que estão a ser avaliadas pelo Departamento de Justiça.

A Casa Branca está a ter muita dificuldade em acrescentar a pergunta sobre a cidadania, para o censo eleitoral de 2020, incluindo o facto de o Supremo Tribunal de Justiça já ter bloqueado a sua inclusão, pelo menos temporariamente.

Uma ordem executiva não poderá, por si, ultrapassar a decisão do tribunal, mas poderá dar uma base legal à administração a convencer os tribunais a aceitar a inclusão desta pergunta.

Donald Trump quer que apenas as pessoas com naturalidade dos EUA possam exercer o direito de voto e já reafirmou que não vai desistir desta sua causa, apesar das muitas resistências políticas e judiciais.

A introdução de uma questão sobre a cidadania foi abandonada há mais de 60 anos, pois teria levado 1,6 e 6,5 milhões de imigrantes a abster-se de participar no questionário ou a mentir por medo, segundo especialistas.

Outros especialistas acreditam que esta questão levou à discriminação contra as minorias.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir