Cultura

Três filmes portugueses no festival de curtas-metragens de Londres

Três filmes portugueses, dois dos quais em competição, vão ser exibidos em janeiro no 17.º Festival de Curtas-Metragens de Londres, segundo a programação anunciada.

O festival, marcado de 10 a 19 de janeiro, é uma iniciativa do Instituto de Artes Contemporâneas de Londres para apresentar filmes britânicos e estrangeiros, em estreia em solo inglês.

A competição internacional para o prémio de melhor curta-metragem inclui os filmes “A mordida”, de Pedro Neves Marques, e “O mar enrola na areia”, de Catarina Mourão.

“A mordida”, já exibido nos festivais de Toronto e Nova Iorque, é a terceira ‘curta’ do artista plástico e realizador Pedro Neves Marques, e é apresentada na sinopse como “um filme algures entre o terror, a ficção cientifica e um drama ‘queer'”.

“O mar enrola na areia” cruza documentário e ficção a partir de vários filmes de família de Catarina Mourão, tendo já sido apresentado em mais de uma dezena de festivais em vários países.

A estas duas curtas junta-se, mas fora de competição, “I am the daughter of dead-fathers”, filme-instalação da artista visual Miriam Sampaio, a partir de filmagens na antiga sede da PIDE, a polícia política do Estado Novo.

No âmbito da programação regular de cinema do Instituto de Artes Contemporâneas de Londres, esta semana é exibido “Alva”, a primeira longa-metragem de Ico Costa.

0Shares

Em destaque

Subir