Motores

O tremendo azar de Joana Barbosa

Abordando a nova temporada de ralis com redobrada expetativa, motivada pela experiência ganha em 2017, Joana Barbosa e Sofia Mouta não foram felizes no Rali Serras de Fafe.

Utilizando mais uma vez o Ford Fiesta R2T preparado pela Veloso Motorsport, a dupla feminina foi forçada a abandonar depois de saída de estrada. Já no primeiro dia Joana e Sofia tinham tido pouca sorte quando ‘aterraram’ mal do famoso salto da Pedra Sentada, na Lemeirinha.

O Fiesta R2 T azul claro e branco regressara à prova ao abrigo da regra ‘Rally 2’, mas infelizmente foi impossível tirar o carro da valeta e a participação da equipa bracarense ficou por ali, apesar dos danos mecânicos não terem sido significativos.

De facto não temos sorte neste rali, depois do ano passado termos tido problemas, este ano as coisas não correram melhor e mais uma vez não conseguimos concluir a prova. O carro estava espectacular, mas uma aterragem mais violenta danificou uma transmissão, que partiu e com isso tivemos de abandonar no primeiro dia”, começou por relatar Joana Barbosa.

No Domingo começamos bem. Andamos a muito bom nível na primeira especial, mas acabou cedo, quando o carro fugiu numa zona com um grande desnível e ficou preso. Apesar de não ter danos impeditivos de continuar, nós não conseguimos tirar o carro e tivemos de desistir mais uma vez. Sentimos que estamos mais competitivas e queríamos rodar o máximo possível, mas não conseguimos, o que é pena. Não baixaremos os braços e vamos para os Açores motivadas para fazer muito melhor do que o que conseguimos aqui”, acrescentou a piloto de Braga.

1Shares

Em destaque

Subir