Desporto

Treinador do Paços de Ferreira quer pontuar na visita ao Boavista

O treinador do Paços de Ferreira assumiu hoje o desejo de conquistar pontos na visita ao Boavista e conseguir o que poucas equipas da I Liga de futebol alcançaram esta época no Bessa, na 32.ª jornada.

Na conferência de antevisão ao jogo da antepenúltima jornada do campeonato, no domingo, João Henriques elogiou o campeonato “muito bom” do Boavista, “uma equipa tranquila na tabela classificativa”, que “tem sido muito forte” e que “faz do seu estádio a sua fortaleza”.

“Esperamos uma equipa agressiva, que fez dos jogos em casa a sua bandeira, e com um número de pontos maior do que as equipas da sua dimensão. Se virmos a sequência de resultados do Boavista, é sempre vitória/derrota, vitória/derrota, vitória/empate, porque em casa, normalmente, ganha. Não é uma equipa tão constante no somatório de pontos, mas, nós vamos jogar no Bessa e tentar o que poucas equipas conseguiram, esta época, naquele estádio, que é conquistar pontos”, disse João Henriques.

Para conseguir pontuar no Bessa, João Henriques defendeu que “o Paços tem de ser uma equipa mais ambiciosa do que o Boavista”, tendo em conta as características dos ‘axadrezados’.

“Normalmente, o Boavista, em casa, é uma equipa muito ambiciosa, muito agressiva e vertical na forma de jogar e de chegar à baliza, muito prática e muito pragmática na conquista dos pontos. Teremos de ser mais do que o Boavista em todos esses momentos, ser muito competentes nos duelos individuais, mais fortes coletivamente, uma equipa consistente, confiante, personalizada, e, depois, também, muito pragmática nos momentos de finalizar, de saber sofrer e manter a baliza a zeros”, sublinhou.

Pedrinho e Rúben Micael cumprem castigo e são ausências confirmadas no Paços.

João Henriques deu conta de “algum sentimento de injustiça” relativamente a Micael, expulso no jogo com o Belenenses (1-1), por protestar no banco de suplentes, já depois de ter sido substituído: “Ele protestou de forma intempestiva, mas sem ofender ninguém”.

“Sabemos que o erro é da natureza humana, portanto, vamos tentar ser nós a errar o menos possível e ser mais competentes, fazendo com que o jogo seja fluído, seja bom e que, no final, sejamos felizes, tentando, obviamente, conquistar pontos”, concluiu.

O ‘aflito’ Paços de Ferreira, no 15.º lugar, com 29 pontos, defronta o tranquilo Boavista, nono classificado, com 38, no Estádio do Bessa, no domingo, a partir das 16:00, em jogo da 32.ª ronda da I Liga.

Mais partilhadas da semana

Subir