Motores

Todos contra João Fonseca no Caramulo

O Campeonato de Portugal de Montanha JC Group está de regresso e logo num dos locais com mais história do seu calendário; a Rampa do Caramulo.

A prova do Targa Clube comemora o seu 40º aniversário, ainda que seja a 29ª vez que está inserida na competição nacional da disciplina. Uma forte aposta para a promoção da região, assumida desde logo pela autarquia de Tondela.

Fotos: FOTO GTI

Para o vereador Pedro Adão, não há dúvidas quanto à importância do evento: “Desde o primeiro dia que a Câmara Municipal de Tondela percebeu que este evento tinha de se afastar de outros, porque senão nem ganhava um nem outro. Tem uma história tão longa que tem o seu mérito próprio, vale por si e tem futuro”.

Aquele responsável Pedro Adão sublinha que o município está empenhado em manter este evento, tendo realizado uma intervenção ao nível dos ‘rails’ de proteção: “O reforço e requalificação dos ‘rails’ representou um investimento na ordem dos 28 mil euros”.

Pelo lado do Targa Clube, Fernando Batista elogia “os esforços da Câmara Municipal de Tondela, do Targa Clube e todos quantos nos ajudam, para que este evento se continue a realizar, contando este ano com o envolvimento de 200 a 250 pessoas, estando tudo reunido para ser uma prova magnífica”.

É na liderança do campeonato que João Fonseca chega ao Caramulo. Na primeira parte da temporada o piloto o Sporting Clube da Covilhã impôs a sua lei aos comandos do SilverCar, e é por isso a força a bater na prova do Targa Clube.

José Correia, cada vez mais adaptado ao Osella PA2000 EVO2, espera poder lutar pela vitória, tal como Hélder Silva, que no Juno CN 09 tem sido presença regular no pódio, sendo que no Caramulo haverá uma grande novidade, com a participação de de Victor Pascoal aos comandos de um Porsche GT3 Cup inscrito na categoria GT.

Já nos« Turismos, as quatro divisões voltam a prometer muita ação. Ricardo Gomes regressa ao Mitsubishi EVO X, medindo forças com sAlberto Pereira (Mitsubishi EVO VII) e Parcídio Summavielle (Renault Clio RS).

Na Divisão 2 a disputa é ainda maior. Depois de ter vencido vna Serra da Estrela, Hugo Araújo quer ganhar novamente aos comandos do Subaru Impreza da Bracardox, mas Luís Nunes quererá recuperar a primazia aos comandos do Ford Fiesta R5, numa categoria onde também Luís Silva (BMW M3) e Alberto Pereira (Mitsubishi EVO VI) querem ir ao pódio, e cuja maior novidade é a presença de um invulgar Chevrolet Corvette, tripulado por Sérgio Matos. A este juntam-se ainda João Guimarães (Peugeot 206 RC) e Nuno Pinto (Mazda MX-5).

Líder isolado na divisão 3 à chegada ao Caramulo, Joaquim Teixeira quer não apenas vencer a sua categoria mais também o pódio dos Turismo. Para isso conta com o competitivo Seat Leon Supercopa MK3) do Bompiso Racing Team, que regressa à montanha depois de no passado fim de semana ter competido em Vila Real.

A oposição ao piloto transmontano deverá vir de Gabriela Correia, no Seat Leon Supercopa MK3 do JC Group Racing Team, uma categoria que regista o regresso de Sérgio Nogueira, no Renault Clio RS.

Pedro Marques (Cupra TCR) enfrenta a concorrência de José Rodrigues na luta pela vitória na Divisão 4. O piloto do Honda Civic Type-R TCR está de regresso, sendo importante lembrar que venceu a divisão na Rampa Internacional da Falperra.

São cinco os Ford Escort que lutam pela vitória no Campeonato de Portugal de Clássicos de Montanha, onde dois deles são tripulados por pilotos da casa: Ricardo Loureiro e Fernando Salgueiro. Daí que se espere que tudo façam para levar os carros do Caramulo Racing Team à vitória, quer na classificação geral quer na divisão 6.

Carlos Oliveira e o Ford Sierra Cosworth, e Flávio Saínhas, no Ford Escort MKI, deverão ser os maiores opositores aos homens do Caramulo, tanto mais que não foram felizes na prova anterior, na Serra da Estrela.

24Shares

Mais partilhadas da semana

Subir