Cultura

TNSJ celebra Dia Mundial da Internet com peça sobre amor na era digital

Teatro_Cama_TNSJ_900

‘Amor e Informação’, de Caryl Churchill, conta com encenação de João Lourenço e inclui 54 minipeças interpretadas por 13 atores.

Vidas vividas através de ecrãs, amores platónicos por estrelas musicais ou aquele momento em que o telemóvel substitui a conversa de café. São estas algumas das situações que fazem parte de ‘Amor e Informação’.

O espetáculo, que está em cena a partir da próxima quinta-feira, dia 14 de maio, no Teatro Nacional São João (TNSJ), antecipa o Dia Mundial da Sociedade da Informação e da Internet comemorado a 17 de maio. Em cada história – são 54, no total, com cerca de uma centena de personagens –, reflete-se sobre a solidão, o amor e a memória. A partir do texto da britânica Caryl Churchill e com encenação de João Lourenço, a peça levanta questões políticas, morais e “profundamente humanas”.

‘Amor e Informação’ é uma obra que pretende levar o espectador ao palco. Prova disso mesmo é o facto de as personagens – interpretadas por 13 atores bem conhecidos do público, como Ana Guiomar, Irene Cruz, Cristóvão Campos, João Vicente ou Francisco Pestana – não terem nomes, mas serem reconhecíveis: somos nós ou são alguém que conhecemos.

Num zapping pelo quotidiano, o espetáculo reestrutura o puzzle das relações humanas e explora, de forma invulgar, “a nossa infinita necessidade de amor e de conhecimento”.

João Lourenço assume que a peça “é radicalmente diferente de tudo” o que já fez no teatro, já que “a forma e o conteúdo do texto são inovadores e implicam uma maneira específica de trabalhar”.

‘Amor e Informação’ é uma coprodução entre Teatro Aberto e TNSJ e teve a sua estreia em dezembro do ano passado. Pode ser vista até dia 24 de maio: de quinta-feira a sábado, às 21h00, à quarta-feira, às 19h00, e, aos domingos, às 16h00. Os bilhetes custam entre 7,5 euros e 16 euros.

‘Amor e Informação’ explicado às crianças

No domingo, dia 17 de maio, enquanto os pais assistem à récita de ‘Amor e Informação’, as crianças – entre os seis e 12 anos – são convidadas a participar em atividades lúdicas e pedagógicas em que, partindo do texto em cena, é estimulada a criatividade e explorada a dimensão expressiva.

Este espaço de aprendizagem, onde o jogo assume um especial destaque, é orientado por Maria de La Salette Moreira. A inscrição tem o custo de 5 euros por criança (2,5 euros pela participação de uma segunda criança) e decorre entre as 15h30 e as 17h30.

Em destaque

Subir