Nas Notícias

Testes serológicos “serão importantes” para avaliar imunização da população

O secretário de Estado da Saúde revelou que os testes serológicos feitos por diversas entidades serão “tidos em conta” para uma futura “avaliação da imunização da população” portuguesa face à covid-19.

“Temos o nosso projeto piloto que abrange cerca de 2000 pessoas, um estudo coordenado pelo Instituto Ricardo Jorge, mas obviamente que todos os restantes estudos e testes em diferentes segmentos serão importantes para uma avaliação da imunização da população no futuro”, precisou António Lacerda Sales, durante a conferência de imprensa diária sobre a evolução da pandemia.

O governante realçou que os testes serológicos feitos por entidades como hospitais, instituições académicas, autarquias e clubes de futebol serão “muito importantes” para “efeitos de acompanhamento epidemiológico” e que os mesmos serão alvo de atenção a nível central, ainda que sem precisar em que moldes e como.

“Serão com certeza tidos em conta para uma avaliação da imunização da população”, reiterou.

A Universidade do Porto, o Laboratório de Patologia Clínica da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda e o Serviço de Patologia Clínica do Centro Hospitalar e Universitário Lisboa Norte são algumas das entidades que estão a fazer testes serológicos.

Portugal contabiliza 1277 mortos associados à covid-19 em 29.912 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Relativamente ao dia anterior, há mais 14 mortos (+1,1%) e mais 252 casos de infeção (+0,8%).

Das pessoas infetadas, 608 estão hospitalizadas, das quais 92 em unidades de cuidados intensivos, e o número de casos recuperados mantém-se nos 6452.

Portugal entrou no dia 03 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir