Nas Notícias

Tesla anuncia construção de primeira fábrica europeia na Alemanha

O construtor de carros elétricos Tesla vai abrir uma fábrica nos arredores de Berlim, anunciou o presidente executivo da empresa, Elon Musk, na terça-feira à noite ao receber um prémio na capital alemã.

“Tenho uma informação a dar que deve ser bem recebida”, declarou após receber o “Volante de Ouro” atribuído pela revista Auto Bild.

A nova fábrica será a quarta da Tesla, depois das já existentes no Nevada, em Nova Iorque e em Xangai, sendo esta última a primeira fora dos Estados Unidos.

Mais tarde, Musk precisou na rede social Twitter que a nova fábrica vai “construir baterias, motorização e veículos, começando com o modelo Y”.

Na cerimónia, o líder da Tesla elogiou a engenharia alemã considerando-a “extraordinária”, sendo essa “uma das razões para implantar a mega fábrica europeia” da empresa “na Alemanha”.

A fábrica alemã vai ter também um centro de engenharia e de design, acrescentou.

A Tesla representa 30 por cento do mercado europeu de veículos elétricos com baterias, segundo Matthias Schmidt, um analista especialista em indústria automóvel.

A primeira fábrica europeia da Tesla vai situar-se perto do “novo aeroporto” de Berlim, indicou Elon Musk, o que suscitou alguns risos na assistência uma vez que o aeroporto devia ter sido inaugurado em 2012, mas a sua inauguração tem sido sucessivamente adiada devido a vários problemas, nomeadamente em termos de segurança contra incêndios.

“Definitivamente temos de ser mais rápidos do que o aeroporto”, admitiu Musk.

O ministro da Economia alemão, Peter Altmaier, congratulou-se com o que foi anunciado pela Tesla.

A Alemanha é o principal mercado europeu de veículos de luxo e conta com programas para incentivar a venda de veículos elétricos em detrimento os automóveis com motores de combustão.

Em finais de outubro, a Tesla anunciou que registou perdas de 907 milhões de dólares nos primeiros nove meses de 2019, 28,7 por cento menos do que em 2018, após ter alcançado um lucro de 150 milhões de dólares no terceiro trimestre, renovando a promessa de entregar entre 360.000 e 400.000 viaturas novas este ano.

0Shares

Em destaque

Subir