Nas Notícias

Teixeira dos Santos no Clube dos Pensadores a 27 de Janeiro

teixeira santos2Joaquim Jorge, fundador do Clube dos Pensadores (CdP), convidou Teixeira dos Santos, professor universitário e ex-Ministro das Finanças do governo de José Sócrates, para estar presente como convidado de honra num debate no dia 27 de Janeiro, segunda-feira pelas 21h30, no Hotel Holiday Inn em Gaia.

Fernando Teixeira dos Santos foi um dos melhores ministros das Finanças no pós-25 de Abril e o melhor Ministro do governo socialista de José Sócrates. Foi um super-ministro, sendo Ministro das Finanças e de Estado chegando acumular o Ministério da Economia. Porém no segundo governo liderado pelo primeiro-ministro José Sócrates, houve um certo distanciamento entre Teixeira dos Santos e José Sócrates.

Homem competente, rigoroso, de ir à luta, dar a cara e solidário, apareceu sempre nos momentos mais difíceis e dramáticos para o bem-comum e Portugal. Tomou posições polémicas mas acertadas. Implementou a regra de não se poder acumular a pensão com o vencimento com efeitos retroactivos. Na taxação de pensões douradas mostrou personalidade e respeito pelos portugueses, na prática de uma política de esforço, repartida por todos sem excepção, nos cortes salariais que muitas empresas públicas não queriam cumprir.

Os direitos adquiridos foram postos em causa para o bem comum, então o princípio da retroactividade também foi revisto. Veja-se o que se está a passar com as pensões numa penalização brutal e sem precedentes para quem se reforma a partir de 2014, muito diferente para quem se reformou antes de 2005 e entre 2006 e 2013.

A escalada de austeridade e cortes sem fim, com repercussões na vida das pessoas tocando a sua dignidade e o cumprimento de obrigações. A maioria dos funcionários públicos e muitos portugueses estão na enfermaria do hospital em coma fiscal.

Não há futuro, sabemos o que somos hoje, mas não sabemos o que vamos ser amanhã. O futuro é negro e imprevisível, Portugal está moribundo.

O boom de deriva autoritária provocou um aumento vertiginoso de medo e apatia. O dogma de aceitar tudo e tudo aceitar persegue-nos. Parece que somos governados em piloto automático em que o piloto não pára nem reduz a velocidade, não ligando nenhuma aos sinais que vão aparecendo.

Joaquim Jorge está em conversações para ter presente Marcelo Rebelo de Sousa, Rui Moreira, Jerónimo de Sousa e Arménio Carlos (CGTP), num futuro próximo. Está em preparação a comemoração do 8.º aniversário do CdP, em Março deste ano.

No ano passado, o CdP recebeu Jorge Miranda reputado constitucionalista; Miguel Relvas, ex-ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares; Belmiro de Azevedo pelo seu 7.º aniversário, charmain da Sonae; Miguel Sousa Tavares, escritor e comentador político; João Semedo, coordenador do BE; Cândida Almeida, Procuradora-Geral adjunta, no lançamento do seu livro Pensamentos; Dom Duarte Pio de Bragança, pretendente ao trono de Portugal; Paula Teixeira da Cruz, ministra da Justiça; e Luís Nobre Guedes, ex-dirigente do CDS e ex-ministro do Ambiente.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir