Nas Notícias

“Taxa Robles foi feita à pressa”, critica António Costa

António Costa chamou “taxa Robles” à proposta do Bloco de Esquerda para taxar a especulação imobiliária para acusar a iniciativa bloquista de ter sido “feita à pressa”.

Em declarações à SIC Notícias, o primeiro-ministro sustentou que o Bloco pretende criar uma taxa para algo que já alvo de imposto.

“Nem percebo bem aquela proposta que é, primeiro, tratar como uma taxa o que é um imposto e, segundo, um imposto que repete o imposto de mais valias que já existe e que já tributa o que há para tributar”, argumentou.

António Costa apelidou a proposta de “taxa Robles”, o vereador do Bloco de Esquerda que se demitiu depois das notícias sobre uma alegada especulação imobiliária com um prédio em Alfama.

Adquirido por 347 mil euros em 2014, por Ricardo Robles e pela irmã, o imóvel foi  reabilitado e posto à venda, em 2017, com uma avaliação de 5,7 milhões de euros.

Depois de ‘picar’ o Bloco, o primeiro-ministro instou o Parlamento a aprovar a legislação sobre a habitação enviada pelo executivo.

“É essencial, para combater a especulação, a rápida aprovação pela Assembleia da República de um conjunto de iniciativas legislativas que o Governo apresentou para haver mais habitação acessível. O que é fundamental para controlar os preços e combater a especulação é aumentar a habitação acessível”, salientou.

“Não podemos tratar simplesmente esta matéria com propostas feitas à pressa”, concluiu António Costa.

Mais partilhadas da semana

Subir