Motores

Stéphane Peterhansel: “Foi uma vitória difícil porque enfrentei um campeão que sabe gerir corridas”

StephanePeterhanselDakar25

Stéphane Peterhansel venceu o seu 13º Rali Dakar, mas não tem dúvidas que foi um dos seus mais difíceis triunfos na prova, face à oposição que teve por parte de Sebastien Loeb, num evento onde a Peugeot dominou monopolizando o pódio.

Para além de se tratar do sétimo triunfo nos automóveis da ‘Raposa do Deserto’ na prova da ASO, foi também um êxito que a marca do leão consegue três décadas após a sua primeira vitória no Dakar.

Peterhansel tem plena consciência do significado deste sucesso: “Estou muito feliz por ter tido um carro excecional e pelo facto de Bruno Famin (diretor de equipa) ter decidido não dar ordens de equipa. Foi uma corrida aberta mesmo até final”.

“Houve uma forte concorrência que envolveu os nossos pilotos, mas a corrida esclareceu-se rapidamente e vimo-nos reduzidos a dois na luta pela vitória. Foi um duelo intenso. Havia muito stress mas também muita diversão na condução. Foi uma vitória difícil, porque pela frente tivemos um campeão extremamente rápido e que sabe gerir as corridas quando está na frente. Não foi nada fácil. A pequena diferença à chegada demonstra-o”, acrescenta o vencedor.

Stephane Peterhansel Cyril Despres and  Sebastien Loeb (FRA) of Team Peugeot TOTAL at the finish line of stage 12 of Rally Dakar 2017 from Rio Cuarto to Buenos Aires, Argentina on January 14, 2017.

Loeb pode ter sido segundo, mas mostrou claramente que aprendeu com os erros da sua estreia no Dakar do ano passado, nomeadamente em termos de gestão de andamento e de navegação.

“Fizemos uma grande corrida. Mesmo se terminamos no segundo lugar estivemos na luta pela vitória o tempo todo. Depois do pequeno problema que tivemos no início do rali trabalhamos sem parar. Foi muito emocionante pois andamos sempre a fundo, nomeadamente nestes dois últimos dias”, afirma o ex-campeão do mundo de ralis.

“Foi uma bela corrida. É pena que o um pneu tenha posto cobro a esta corrida no penúltimo dia. No conjunto divertimo-nos muito. Terminamos em segundo um Dakar muito complicado, a Peugeot conseguiu uma tripla, o que é um grande resulado para a equipa”, rematou Sebastien Loeb.

Fotos: DPPI

3Shares

Em destaque

Subir