Motociclismo

Spirit Of Speed reúne motos raras no Estoril Classics

As motos de competição do passado também vão fazer parte do Estoril Classics, que este fim de semana anima o Autódromo do Estoril.

O Spirit Of Speed reúne um grupo de máquinas raras, que vão poder ser apreciadas de perto pelos fãs da velocidade, nomeadamente inclinados para o motociclismo.

No Circuito do Estoril vão estar máquinas como a Yamaha YZR 500 0WF2 de fábrica pilotada por Wayne Rainey em 1993, a Suzuki 500 RGV XR84 de Kevin Schwantz em 1994, a Honda NSR-V6 de Garry McCoy em 1998 ou a Ducati GP6 MotoGP 990 de Sete Gibernau em 2006.

Tratam-se de exemplares únicos que os seus proprietário fazem questão de utilizar em modo ‘track day’, que o público pode ver de perto no ‘paddock’ do Autódromo do Estoril este fim de semana.

Uma tenda gigante vai receber cerca de 50 motos históricas, servindo ao mesmo tempo de exposição para poder ser apreciadas pelos entusiastas de motociclismo. Máquinas que pertencem ao grupo do Amicale Spirit Of Seed, o maior clube europeu de colecionadores de motos clássicas de corridas, que participa em eventos clássicos europeus, como é o caso agora do Estoril Classics.

Na tenda do Spirit Of Speed também poderão ser apreciadas outras máquinas que também vão para o ‘track day’ da pista dos arredores de Lisboa, como a Kawasaki 500 H1R, a primeira moto de produção japonesa a dois tempos com 3 cilindros (1971) ou a fantástica MV Agusta 500 tripulada pelo seu piloto original em 1973, Giacomo Agostini.

Uma lenda que estará presente a abrilhantar o evento. A história das duas rodas em pista também estará bem patente na Honda 500 RS ex-Gustav Reiner, na Suzuki 500 XR72, que terá um certo Kevin Schwantz aos comandos.

1Shares

Em destaque

Subir