Economia

Sonae Capital reduz prejuízos para 3,26 milhões de euros em 2018

A Sonae Capital anunciou hoje que registou prejuízos de 3,26 milhões de euros em 2018, uma redução em relação aos 5,40 milhões de euros que a empresa tinha perdido em 2017.

Os resultados de 2018 da Sonae Capital comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) mostram que no quarto trimestre o resultado líquido melhorou 9 milhões de euros para 3,2 milhões de euros.

O volume de negócios consolidado nos últimos três meses do ano aumentou 63,7 por cento para 84,7 milhões de euros.

Em 2018, o volume de negócios consolidado cresceu 29,1 por cento para 235,4 milhões de euros.

O EBITDA consolidado (resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) aumentou 27,7 por cento para 26,7 milhões de euros em 2018 e o resultado líquido das operações correntes melhorou para 0,2 milhões de euros.

Na sequência dos resultados obtidos, o Conselho de Administração anunciou que irá propor à assembleia geral anual de acionistas a distribuição de dividendos no valor de 18,5 milhões de euros, o que corresponde a um dividendo ilíquido de 0,074 euros por ação.

“O ano de 2018 da Sonae Capital ficou marcado pelo reforço da posição competitiva e robustez das unidades de negócio, com crescimentos assinaláveis no volume de negócios e na rentabilidade operacional”, afirmou a empresa.

Segundo o comunicado, “o forte crescimento do volume de negócios beneficiou do desempenho das unidades de negócios, com destaque para os negócios de energia, ‘fitness’, hotelaria e as operações do Tróia Resort, bem como da unidade de ativos imobiliários”.

Mais partilhadas da semana

Subir