Nas Notícias

Sócrates entrega cartão de militante e sai do PS

José Sócrates perdeu a paciência e decidiu entregar o cartão de militante do PS. O ex-líder socialista e antigo primeiro-ministro entendeu que esta era a medida a tomar após o “incómodo” que notou em dirigentes socialistas por ver o seu nome ligado a processos judiciais.

“É chegado o momento de pôr fim a este embaraço mútuo”, assume Sócrates, num artigo de opinião no Jornal de Notícias.

Recentemente, Carlos César, líder parlamentar do PS e presidente dos socialistas e João Galamba, porta-voz do PS, mostrarem algum desconforto com o facto de Sócrates estar envolvido em processos judiciais.

Sócrates leu essas declarações como “uma espécie de condenação sem julgamento”.

Militante do partido desde 1981, José Sócrates chegou a deputado pelos socialistas em 1987.

Ainda nesta quinta-feira, recorde-se, o PS destacava a figura de José Sócrates.

Na política, até este momento, entre outras coisas, Sócrates desempenhou as funções de primeiro-ministro entre março de 2005 e junho de 2011 e também foi secretário-geral do PS entre setembro de 2004 e julho de 2011.

Mais partilhadas da semana

Subir