Nas Notícias

Só em maio, dívida pública ‘engordou’ em 3,8 mil milhões

Bastou um mês apenas para a dívida pública portuguesa aumentar em cerca de 3800 milhões de euros. Só a dívida líquida de depósitos da administração central cresceu, em maio, 527 milhões de euros, de acordo com os dados divulgados ontem pelo Banco de Portugal.

Em maio, a dívida das administrações públicas atingiu os 229.204 milhões de euros, de acordo com os dados do Boletim Estatístico do Banco de Portugal (BdP), ontem divulgado e que reflete a análise estatística mediante os critérios de Maastricht.

São mais 3777 milhões de euros do que o registado em abril, quando a dívida pública se fixou nos 225.427 milhões de euros.

Esta metodologia de Maastricht é utilizada para avaliar o nível de endividamento das administrações públicas de um país, mediante um conceito expresso num regulamento do Conselho Europeu datado de 2009.

Este aumento generalizado foi refletido, em grande parte, no crescimento da dívida líquida de depósitos da administração central de abril para maio, quando passou dos 208.504 milhões para os 209.031 milhões de euros.

Face ao final do ano passado, a dívida pública portuguesa aumentou quase 4000 milhões de euros.

O ano de 2014 terminou com uma dívida pública de 225.280 milhões e uma dívida pública líquida de depósitos da administração central de 208.128 milhões de euros, ainda de acordo com os dados do Boletim do BdP.

Em destaque

Subir