Nas Notícias

SNS precisa de mais mil milhões de euros, avisa o bastonário dos médicos

O bastonário da Ordem dos Médicos alertou que o investimento de Portugal na saúde continua abaixo do padrão ocidental. Segundo Miguel Guimarães, o Orçamento de Estado para 2009 deveria ter um reforço de mil milhões de euros na saúde.

Em entrevista à TSF, o bastonário referiu que o peso da saúde no PIB – 5,2 por cento – está ainda bastante aquém da média de 6,5 por cento registada nos países da OCDE.

“Entendo que não se consegue subir de um dia para o outro de 5,2 para seis por cento”, admitiu.

“Diria que, se subisse para 5,6 ou 5,7 por cento já seria um passo importante”.

Segundo Miguel Guimarães, quanto mais tempo demorarmos a reduzir essa diferença, mais altos serão os custos, tanto mais que o Serviço Nacional de Saúde está já perto do ponto de rotura.

“Já o devíamos ter feito há um ano ou dois anos, mas agora tenho a perceção de que estamos a atingir o limite”, reiterou.

Mais partilhadas da semana

Subir